Fique com uma seleção de legumes para variar a oferta alimentar do bebé. Saiba mais sobre as principais propriedades e dicas de confeção.
Ana Margarida Marques

ABÓBORA

Inclui betacaroteno e vitamina E.

Como dar ao bebé: Pode utilizar nos primeiros purés de legumes.

Pratos infantis: As crianças mais crescidas apreciam a abóbora nas sopas, assada no forno e usada como recheio de empadões e tartes. As compotas de abóbora também são muito apreciadas.

Dicas: Lave bem. Corte a abóbora ao meio e retire as sementes. Descasque e corte em cubos pequenos.


AIPO

Tem um elevado teor de água. É uma boa fonte de fibra, vitaminas, e de minerais, como potássio e cálcio.

Como dar ao bebé: O aipo começa por ser introduzido nas sopas ou purés.

Pequenos lanches: À medida que vai crescendo, a criança poderá começar a apreciar o aipo cru, cortado em palitos, em saladas ou como “snack”. Também pode saltear o aipo, depois de cortado em cubos pequenos ou em rodelas.


ALFACE

Tem uma elevada quantidade de água. Possui vitaminas A e ácido fólico e minerais, como potássio, cálcio e ferro.

Como dar ao bebé: A alface é um alimento muito utilizado nos primeiros purés. É apreciada pelos bebés pela sua consistência aveludada.

Conselhos: Na hora da compra, escolha alfaces com folhas frescas e viçosas. É muito importante lavar muito bem as folhas.


BATATA

É um tubérculo que contém vitaminas e sais minerais, especialmente potássio.

Como dar ao bebé: A batata “normal” ou batata-doce pertence ao grupo dos legumes “base” nos purés do bebé.

Como escolher: Consoante o teor de amido, as batatas podem são mais adequadas para cozer ou assar.

Dicas: Conserve à temperatura ambiente, num local seco e escuro.


BETERRABA

É uma fonte de potássio e ácido fólico e tem um elevado teor hídrico.

Como dar ao bebé: A beterraba torna as sopas e os purés saborosos e coloridos.

Menus infantis: À medida que vai crescendo, a criança já apreciará a beterraba assada no forno ou crua, em fatias finas ou ralada.

Como arranjar: Lave bem em água corrente. Retire os topos e as raízes.


BRÓCOLOS

São ricos em vitamina C, potássio e ácido fólico.

Como dar ao bebé: Os brócolos são inicialmente oferecidos em quantidades pequenas. Adicione uma colher de sopa de brócolos na sopa, que pode incluir uma base de cenoura e batata-doce.

Dicas: Os brócolos devem ser verdes escuros, ter um aspeto fresco e talos firmes. Conserve-os no frigorífico. Gradualmente, inclua este legume em menus infantis variados.


CEBOLA

Contém uma elevada quantidade de água. É também uma fonte de vitaminas e minerais.

Como dar ao bebé: A cebola é um dos primeiros alimentos utilizados nos purés de legumes do bebé. Pertence ao grupo dos alimentos ricos em antioxidantes, tal como o alho ou o alho francês.

Conselhos: Escolha cebolas com polpa firme. Já a casca deve ser seca e quebradiça. Conserve num local fresco e seco. No frigorífico, guarde as cebolas bem tapadas.


CENOURAS

É rica em betacaroteno, prevenindo diversas doenças. São ricas em vitamina A, o que ajuda a manter a visão saudável.

Como dar ao bebé: As cenouras são um alimento base utilizado no primeiro puré do bebé. São muito apreciadas pelo seu sabor adocicado.

Conselhos: À medida que a criança cresce, poderá adicionar a cenoura em cozinhados saborosos à base de arroz, peixe ou carne.


CHUCHUS

Contém vitaminas A e C, e minerais, como o potássio. De igual modo, contém água e constitui uma boa fonte de fibra.

Como dar ao bebé: O chuchu é um alimento “base” utilizado nos primeiros purés, tal como a batata, a couve-flor, a curgete ou a beringela.

Conselhos: O chuchu deve ter a casca rija e brilhante. É um alimento que não é ingerido cru. Descasque-o debaixo de água corrente e corte-o aos pedaços.


COUVE-FLOR

É uma hortaliça rica em diversos nutrientes, como potássio e vitamina C.

Como dar ao bebé: A couve-flor é usada como legume base logo nos primeiros purés. É muito apreciada pelo seu sabor agradável e suave.

Dicas: A couve-flor não deve ser firme e sem partes amarelecidas. Na hora de confecionar os purés pode retirar as folhas verdes e cortar o caule. Utilize as flores da couve.


CURGETE

É fonte de betacaroteno, vitamina C, potássio e ácido fólico.

Como dar ao bebé: A curgete é um alimento base nos primeiros purés de legumes.

Dicas: Para os mais crescidos, experimente cozer a vapor al dente, ou saltear na frigideira com carne ou peixe e ervas aromáticas.

Conselhos: Escolha curgetes com a casca brilhante e firmes. Lave, retire as extremidades e corte às rodelas.


ERVILHAS

São ricas em vitamina C e B, além de conterem betacaroteno.

Como dar ao bebé: As ervilhas podem fazer parte dos purés combinadas com outros legumes.

Como arranjar: Lave as vagens em água fria corrente, coloque as ervilhas numa tigela e lave-as novamente no escorregador.

Sugestão: As ervilhas podem ser amassadas com um garfo e misturadas noutros preparos.


ESPARGOS

Contêm antioxidantes e vitamina A e C. Podem auxiliar na digestão.

Como dar ao bebé: Após incluir os legumes mais comuns nos purés, experimente adicionar os espargos.

Cuidados a ter: Lave bem. Remova as partes mais fibrosas junto ao caule.

Dicas: À medida que a criança vai crescendo, poderá apresentar os espargos cozidos inteiros no prato para que comece a apreciar este legume.


ESPINAFRES

São uma fonte de betacaroteno, vitamina C, potássio e ácido fólico.

Como dar ao bebé: Os espinafres podem ser introduzidos nos purés. Gradualmente o bebé vai começando a apreciar o seu sabor.

Dicas: É importante selecionar espinafres com folhas verdes escuras frescas e sem manchas. Conserve-os no frigorífico e consuma-os preferencialmente nos 3-4 dias seguintes.


Fontes consultadas:

  • Tabela de Composição dos Alimentos, Instituto Doutor Ricardo Jorge
  • Calendário de frutas e legumes na época ideal, Deco Proteste
  • O Livro da Alimentação do Bebé Feliz, de Gina Ford, Bertrand Editora, 2014
  • Alimentação Saudável dos 0 aos 6 anos, Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, DGS