Papel do pai na amamentação

Saiba qual a importância do suporte paterno durante o aleitamento materno e de que forma o homem poderá dar o seu apoio.
Ana Margarida Marques
O pai tem um papel importante de proteção à mãe e ao bebé durante o aleitamento materno. “Toda a gente tem opiniões a dar à mãe”, refere Mónica Pina, conselheira de aleitamento materno. A também médica especialista em Medicina Interna explica: “Quem vai proteger a díade, mãe e bebé, de todos os momentos difíceis, vai ser o pai. A primeira pessoa que a mãe vai procurar para pedir apoio é o homem. É ele o seu grande pilar de suporte.” Segundo a psicóloga Teresa Abreu, “o pai tem a missão de proteger a mãe de todas as impressões, opiniões que a possam fragilizar, tanto no início como na continuação da amamentação.” E acrescenta: “Ele fá-lo tanto através do olhar de admiração e aprovação no que ela faz pelo bebé, como através de atitudes de bloqueio às críticas que asseguram o descanso e conforto da mãe e que não são preconceituosas em relação à exposição pública durante a amamentação. Amamentar é assim um ato de amor da mãe, secundado pelo pai.” Antecipar dificuldades As expectativas da mãe, o comportamento do bebé, a forma como o bebé mama e o ambiente mais ou menos favorável, com ou sem apoios, são alguns dos fatores que determinam se a experiência de amamentação irá ter ou não êxito. Cabe à mãe rodear-se de “aliados”, em especial alguém que lhe ensine como se faz e quem fomente a sua confiança, aconselha a psicóloga Teresa Abreu. As mães e os pais são aconselhados a construir uma rede de suporte durante a gravidez que possa prestar apoio na amamentação. A procura de apoio prévio ajudará ambos a compreender melhor as vantagens associadas ao aleitamento materno, o funcionamento da amamentação e como ultrapassar pequenas dificuldades que facilmente ganham proporções maiores em momentos de conflito. Sentimentos do pai O facto de a amamentação ser exclusiva da mulher pode gerar sentimentos contraditórios nos companheiros, explica Teresa Abreu. “Sentem-se felizes e querem apoiar, mas ao mesmo tempo frustrados e excluídos. Esta tensão pode ser amenizada se estes temas forem discutidos durante a gravidez. A aceitação materna do apoio paterno é um ponto crucial.” Quando a mãe extrai o leite materno (ou quando o bebé faz aleitamento artificial ou misto), poderá ser o pai a dar o biberão ao bebé. Desta forma, a mãe aproveitará para descansar e relaxar um pouco, enquanto o pai reforça o seu vínculo com o bebé.