A intensidade da dor varia de parturiente para parturiente. Saiba mais sobre a dor durante o trabalho de parto e a importância de aumentar a sua confiança neste processo.
Texto: Nélia Pereira, Médica Especialista em Ginecologia e Obstetrícia | Edição: Ana Margarida Marques

A dor do parto é uma experiência humana tão antiga quanto a própria existência do homem. Ainda hoje, a dor é uma realidade inerente ao parto e, apesar de evitável, continua a ser vivenciada pelas mulheres que engravidam e dão à luz. O conhecimento dos estímulos que provocam a dor, bem como dos seus mecanismos e das suas respostas, constitui a base fisiológica da analgesia farmacológica hoje aplicada no controlo da dor durante o trabalho de parto.

Intensidade da dor
A intensidade da dor varia de parturiente para parturiente. A dor é uma experiência subjetiva onde se pode identificar comportamentos diferentes, que resulta numa resposta psíquica e reflete-se nas ações físicas. Assim, a dor que a mulher sente durante o parto é única para cada mulher e é influenciada por vários fatores. A saber:

  • Ansiedade e medo
  • Experiência anterior de parto
  • Preparação para o parto
  • Suporte durante o parto
  • Genética intrínseca de cada pessoa
  • Cultura onde a parturiente se insere

Preparação para a dor
É importante preparar-se para a experiência da dor no parto, realizando um curso de preparação para o nascimento em hospitais, centros de saúde ou clínicas particulares. Estas aulas visam melhorar as perspetivas do parto e diminuir a sensibilidade dolorosa e ansiedade em relação a este, com a finalidade de oferecer um parto feliz, como explica Nélia Pereira, Médica Especialista em Ginecologia e Obstetrícia.

Preparação para o parto
É útil preparar-se para a experiência da dor no parto realizando um Curso de Preparação para o Parto/Nascimento em Hospitais, Centros de Saúde ou Clínicas particulares. Estas aulas visam melhorar as perspetivas do parto e diminuir a sensibilidade dolorosa e ansiedade em relação a este, com a finalidade de oferecer um parto feliz.

Papel do pai
Finalmente, é também importante o papel do pai no suporte à mãe durante o parto. O pai poderá dar o seu contributo de diferentes formas: como progenitor, companheiro, amigo, dar ajuda psicológica (ânimo) ou/e física (por exemplo, massagens).