O uso de videojogos aos cinco anos de idade tem impacto no índice de massa corporal mais tarde. É a conclusão de um estudo realizado com 16 mil crianças no Reino Unido.
Ana Margarida Marques

Um estudo publicado na revista JAMA Pediatrics estabeleceu uma associação da utilização de videojogos com o índice de massa corporal e outros comportamentos de equilíbrio energético em crianças.

A investigação contou com a participação de mais de 16 mil crianças no Reino Unido, com 5, 7, 11 e 14 anos. O uso de videojogos aos cinco anos foi associado a um maior índice de massa corporal aos 14, segundo o estudo. 

Os resultados indicam que o consumo de bebidas açucaradas e a irregularidade dos horários de dormir estão associados a um maior índice de massa corporal em crianças que usam videojogos em idades precoces.

Os autores alertam que muitos videojogos contêm anúncios publicitários que podem promover o consumo de bebidas açucaradas. 

É de salientar a importância de os pais monitorizarem o período em que as crianças estão a jogar em frente aos ecrãs.

Os autores referem ainda que a obesidade infantil é uma das maiores ameaças à saúde pública no Reino Unido. O uso de videojogos é considerado um comportamento de risco para a obesidade entre crianças. 

Publicidade