Saiba quais as principais recomendações internacionais estabelecidas no sentido de promover e apoiar a amamentação.
Ana Margarida Marques

A Organização Mundial de Saúde (OMS) tem estabelecidas recomendações internacionais no sentido de promover e apoiar o aleitamento materno.

Aleitamento materno exclusivo

As crianças são recomendadas a fazer aleitamento materno exclusivo até aos seis meses. No aleitamento materno exclusivo, não é preciso dar ao bebé nenhum outro alimento complementar ou bebida.

Após a introdução dos sólidos

A partir dos seis meses de idade, a criança deve receber alimentos complementares (sopas, papas) e manter o aleitamento materno. As recomendações referem ainda que as crianças têm benefícios ao continuar a ser amamentadas até aos dois anos de idade.

Passos para o êxito da amamentação

Existem orientações que favorecem o êxito do aleitamento materno. Fique a conhecer as recomendações da OMS/UNICEF:

  • As mães devem ser ajudadas a iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto.
  • As grávidas devem receber informação sobre as vantagens e a prática da amamentação.
  • Após o nascimento, o recém-nascido não deve receber nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que seja por indicação médica.
  • É importante praticar o alojamento conjunto a seguir ao parto, permitindo que as mães e os bebés permaneçam juntos 24 horas por dia.
  • Encorajar a amamentação em livre demanda (sempre que o bebé quiser).
  • Não dar bicos artificiais (tetinas) ou chupetas a crianças amamentadas.
  • Encorajar a criação de grupos de apoio à amamentação após a alta hospitalar.