Projeto piloto nos EUA mostra que a meditação, culinária e jogos divertidos podem ajudar as crianças a ganhar interesse por comer alimentos mais saudáveis.
Ana Margarida Marques

Investigadores nos EUA desenvolveram um projeto piloto para ensinar as crianças em idade pré-escolar a comer fruta e legumes.

O programa durou cinco semanas e abrangeu 39 crianças de 3-4 anos de idade.

Professores e investigadores organizaram várias atividades para realizar na sala da aula centradas no tema da alimentação.

O programa incluiu meditação para encorajar as crianças a apreciar o sabor e o cheiro de frutas e legumes, sessões de culinária com alimentos saudáveis, jogos divertidos e exercício físico.

Promover o crescimento mais saudável das crianças

No final das cinco semanas, as crianças que participaram no projeto-piloto mostraram-se mais interessadas em comer fruta e legumes.

Os autores também observaram que o projeto ajudou as crianças a ter mais probabilidades de aumentar o seu consumo de fruta e legumes de futuro.

Ensinar as crianças a comer fruta e legumes no ambiente escolar é uma abordagem pode ser muito útil para apoiar o crescimento mais saudável entre os mais novos, acreditam os investigadores.

“A exposição repetida de crianças pequenas a frutas e vegetais é fundamental para as fazer gostar deles e comê-los”, avança Lorrene Ritchie, especialista em nutrição da University of California for Agriculture and N atural Resources, à United Press International (UPI).

Segundo o especialista, pode ser preciso oferecer um novo alimento até 20 vezes – e nalguns casos até mais – antes que uma criança aprenda a gostar dele, especialmente dos legumes e outros alimentos que não sejam doces, salgados ou com gordura.

O estudo encontra-se publicado na revista Journal of Nutrition Education and Behavior.