No 17 de maio assinala-se o Dia Mundial de Hipertensão Arterial. A SPP alerta: porque as crianças também podem ter hipertensão, a pressão arterial deve ser medida a partir dos três anos.
Ana Margarida Marques

Por ocasião do Dia Mundial de Hipertensão Arterial – 17 de maio, o Grupo de Trabalho de Hipertensão Arterial (HTA) da Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPP) emitiu algumas recomendações para prevenir o aparecimento de hipertensão nas crianças.

A hipertensão arterial é uma doença silenciosa nas crianças e resulta de uma “força excessiva” que o sangue faz quando percorre as artérias (vasos sanguíneos) do corpo humano. 

O coração trabalha em dois tempos. Quando se dilata (diástole) enche-se de sangue. Temos uma pressão arterial mínima (diastólica). Quando se contrai (sístole) expulsa o sangue. Temos uma pressão arterial máxima (sistólica). 

Pressão arterial deve ser medida a partir dos três anos

Segundo a mesma fonte, a pressão arterial deve ser medida em todas as crianças, a partir dos três anos de idade. Os valores variam com a idade, sexo e estatura

A partir dos 13 anos, os valores de PA > 120/80 mmHg são considerados elevados.

Normalmente a hipertensão arterial é um problema silencioso, ou seja, não sentimos nada. Na maioria das vezes não conseguimos saber com precisão. Mas sabemos que existem fatores modificáveis e não modificáveis, que contribuem para este problema. 

São fatores não modificáveis:

  • História familiar de hipertensão arterial em vários membros da família – hereditariedade;
  • Idade – o envelhecimento aumenta o risco de hipertensão arterial;
  • Sexo – a hipertensão arterial é mais frequente no sexo masculino;
  • Raça – a hipertensão arterial é mais comum em pessoas de raça negra e asiática
  • Nascer prematuro;
  • Ter doenças crónicas.

São fatores modificáveis:

  • Ter obesidade e ingerir excesso de açúcar;
  • Alimentação e excesso de sal
  • Falta de exercício – a vida sedentária contribui para o excesso de peso
  • Sono
  • Tabaco/drogas 
  • bebidas alcoólicas 

Alimentação saudável previne e combate a hipertensão arterial

Especialistas lembram a importância da alimentação saudável como forma de prevenção e de combate à hipertensão arterial.

Alimentos recomendados:

  • Fruta
  • Cereais
  • Vegetais
  • Peixe
  • Carnes brancas
  • Frutos secos, sementes
  • Grãos inteiros (leguminosas) 
  • Laticínios com baixo teor de gordura 
  • Água – bebida principal – 1,5 L/dia 

Alimentos a evitar:

  • Sal 
  • Enchidos 
  • Enlatados 
  • Refrigerantes 
  • Açúcar/Doces 
  • Carnes vermelhas 
  • Gorduras/Molhos 

Consequências da hipertensão

  • Sentir o “coração cansado” 
  • Artéria com aterosclerose (“entupida”)
  • Lesões nos rins
  • Aumenta o risco de AVC
  • Diminuição da visão 

Mais informações: SPP