Estudo relaciona número de horas de sono na infância com problemas como depressão, ansiedade, comportamentos impulsivos e baixo desempenho cognitivo.
Ana Margarida Marques

Dormir é uma necessidade vital para o desenvolvimento infantil e para evitar problemas psicológicos. Segundo a National Sleep Foundation, o mínimo recomendado é de 11 horas de sono por dia até os 12 anos, embora as necessidades de cada criança possam variar em cada caso.

De acordo com um estudo de investigadores da Universidade de Warwick, no Reino Unido, a quantidade de sono nas crianças pode estar diretamente relacionada com problemas como depressão, ansiedade, comportamentos impulsivos e baixo desempenho cognitivo.

A investigação procurou dar respostas sobre como os estados do sono são processos ativos que apoiam a reorganização dos circuitos cerebrais e como, tais processos, tornam o sono particularmente importante nas crianças, cujo cérebro ainda está em desenvolvimento.

O artigo encontra-se publicado na revista científica ScienceDirect.

Por outro lado, especialistas alertam que hoje em dia as crianças e os adolescentes tendem a dormir menos horas, devido ao tempo crescente que permanecem nas escolas, nas atividades extracurriculares ou ao uso prolongado de ecrãs. 

Pais e cuidadores devem ter em conta as recomendações de sono e esclarecer as dúvidas com o médico assistente ou pediatra. 

Publicidade