Primeiros sintomas

A juntar à ausência de menstruação, há uma série de sinais que podem suscitar a suspeita de uma gravidez. Saiba quais.

Iolanda Veríssimo

Cada organismo é único, e o início de uma gestação pode fazer-se notar de diferentes formas, conforme as características de cada mulher. Nas mulheres com ciclos menstruais regulares, a ausência de menstruação é um primeiro indício de gravidez. Mas há outros sinais comuns que podem acompanhar a ausência de menstruação e deixar a suspeita de uma gravidez.

Náuseas
O mecanismo exato por trás dos enjoos na gravidez é desconhecido. Existem várias teorias, nomeadamente a possibilidade de decorrerem de alterações hormonais (aumento de estrogénios e da hormona gonadotrofina coriónica humana, produzida pela placenta), da fadiga, entre outras possibilidades. As queixas de enjoos e náuseas surgem habitualmente por volta das seis semanas de gestação, e terminam, na maioria dos casos, por volta das doze semanas de gravidez. Geralmente, as náuseas e enjoos na gravidez são chamados de “enjoos matinais”, porque normalmente afetam as mulheres ao acordar. Contudo, podem ocorrer a qualquer altura do dia. Nem todas as mulheres têm estes sintomas, e o facto de não ter enjoos matinais não constitui um problema.

Tensão mamária
No início da gravidez, pode notar uma maior sensibilidade mamária e sentir o peito maior. É um sintoma semelhante ao que algumas mulheres têm antes do período menstrual. As veias sanguíneas podem estar mais visíveis e os mamilos mais escuros e salientes. Estas alterações ocorrem em resposta à ação da progesterona.

Frequência urinária
O aumento da vontade de ir à casa de banho é um sintoma clássico de gravidez. As alterações no organismo materno, sobretudo pela ação das hormonas, aumentam a frequência urinária. Prisão de ventre e aumento do corrimento vaginal (sem ser acompanhado de dor ou irritação) também são sinais naturais que podem afetar algumas mulheres.

Sonolência
A sonolência é outro dos sintomas normalmente referidos pelas mulheres no início da gravidez. Para além da necessidade de dormir mais, a mulher pode sentir-se mais cansada ao longo do dia e com alguma falta de iniciativa. Esta pode ser uma resposta do organismo para evitar que a mulher se esforce demasiado fisicamente. As alterações hormonais também podem ter influência no estado de espírito e levar a que a mulher sinta maior necessidade de descansar. Geralmente estes sintomas estão presentes nas primeiras 12 semanas de gravidez.

Falta de memória
Durante a gravidez, a mulher pode sentir alguma falta de memória. Deve contornar esta situação exercitando o cérebro. Fazer exercícios de sudoku ou aprender canções novas para cantar ao bebé são boas estratégias para estimular a memória.

Para além da necessidade de dormir mais, a mulher pode sentir-se mais cansada ao longo do dia e com alguma falta de iniciativa.

PRIMEIROS SINAIS

  • Náuseas;
  • Vómitos;
  • Tensão mamária;
  • Frequência urinária;
  • Prisão de ventre;
  • Sonolência;
  • Falta de memória.