A Direção-Geral da Saúde atualizou duas orientações técnicas sobre gravidez, o parto e os cuidados ao recém-nascido na maternidade em contexto de pandemia covid-19.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou, no dia 20, as Orientações sobre gravidez e parto (n.º 018/2020) e cuidados ao recém-nascido na maternidade (n.º 026/2020) em contexto de pandemia COVID-19. 

Orientações sobre a gravidez e o parto

Orientação nº 018/2020 atualiza as recomendações de abordagem da grávida suspeita e confirmada de COVID-19, bem como os critérios de fim de isolamento, de acordo com a Norma 004/2020

A atualização reforça que as unidades hospitalares devem assegurar as condições necessárias, de acordo com o seu Plano de Contingência, para a presença de um acompanhante durante o trabalho de parto.

São também atualizadas as recomendações relativamente à utilização de testes laboratoriais para SARS-CoV-2 a grávidas em trabalho de parto e respetivos acompanhantes.

Cuidados ao recém-nascido na maternidade

A orientação sobre os cuidados ao recém-nascido na maternidade (nº 026/2020) atualiza as recomendações nos casos em que a mãe tenha suspeita ou infeção por SARS-CoV-2.

O contacto pele a pele, a amamentação e o aleitamento materno, devem ser mantidos, se for essa a vontade da mãe e cumprindo com as medidas de proteção da COVID-19. 

As três situações já estavam previstas na anterior versão, tendo sido reforçadas e clarificadas nesta atualização. 

As unidades de saúde devem assegurar as condições necessárias para garantir a presença dos pais (ou acompanhante definido do recém-nascido). 

Com as atualizações, o fim das medidas de isolamento da mãe, do recém-nascido e das grávidas passa a estar de acordo com o que está previsto na Norma 004/2020.

Fonte consultada: DGS