Saiba como estimular o bebé

Acompanhe o seu filho nas rotinas diárias e nas primeiras aprendizagens. Aprenda estratégias que contribuem para o desenvolvimento infantil desde o nascimento aos três anos.

Texto: Teresa Abreu | Edição: Ana Margarida Marques

Acompanhe o bebé nas suas tarefas diárias e recorra a gestos simples para estimular as suas competências dos 0 aos 36 meses.

1.º Mês 

Segure o bebé de frente para si, fale, cante e sorria.

Brinque com o bebé e toque-o, não se poupe em carícias, embalos e suaves massagens.

2.º Mês 

Retribua os sorrisos do seu bebé, ponha o seu bebé de bruços e fale com ele, brinque com as pernas, braços e mãos do bebé, aproveite o banho para brincar.

3.º Mês 

Balance um objeto, deixe que o bebé o observe e alcance, responda com entusiasmo.

4.º Mês 

Fale e brinque com o bebé, comente o que faz e o que se passa, dê-lhe coisas para agarrar, mostre-lhe diferentes objetos interessantes e compense os seus fracassos deixando-o agarrar.

5.º Mês 

Sente o seu bebé e coloque objetos ao seu alcance, dance com ele, imite os seus sons acrescentando variações de tom e sonoridade, apresente-o às pessoas que não conhece e dê-lhe tempo para se habituar.

6.º Mês 

Esconda os brinquedos e ajude o bebé a encontrá-los, leia-lhe livros, faça gestos largos e expansivos com um tom de voz adequado.

7º Mês

Ajude o bebé a sentar-se, deixe-o ver-se no espelho, chame-o pelo nome e deixe-o comer com a mão. Quando ficar frustrado, conforte-o e ajude-o a aprender a confortar-se.

8º mês

Brinque de esconder a cara, faça brincadeiras no banho e dê-lhe as mãos para o ajudar a pôr-se de pé.

Seja paciente com o bebé quando este atira objetos ao chão.

9º mês

Faça brincadeiras com contacto físico, deixe-o chapinhar na água, surpreenda-o não fazendo logo o movimento que ele está à espera, elogie-o e felicite-o. Explique-lhe o que vai fazendo no seu dia-a-dia e nomeie os objetos, ajude-o a acalmar à noite.

10º mês

Mostre-lhe como se faz para ele a imitar, ajude o bebé a acenar ou a bater palmas, veja livros com ele, deixando-o virar as páginas. Tem de decidir quando é preciso dizer “não”.

11º mês

Esconda o brinquedo com ele a ver para depois o encontrar, segure-lhe nas mãos para que caminhe, felicite-o com as suas conquistas, ajudando-o a sentir-se orgulhoso e contente consigo próprio.

12º mês

Deixe-o caminhar apoiando-se na sua mão, incentive o uso da colher, diga os nomes das imagens nos livros, ensine-lhe os nomes das partes do corpo enquanto o veste, solicitando a sua ajuda, responda quando ele se afasta e o chama.

14º mês

Ensine a criança a fazer o que você está a fazer, dê-lhe alimentos mais sólidos que não escorregam na colher. Para brincar, dê ao bebé pequenas caixas com ou sem objetos dentro ou blocos de madeira.

16º mês

Deixe-o ajudar sempre que possível e coloque-o onde possa participar dos acontecimentos, incentive-o a repetir o nome das coisas ou atividades, pegue na criança com calma e estabeleça limites firmes, assegurando à criança de que não ficará perigosamente descontrolada.

18º mês

Respeite o desejo de autonomia e controlo da criança, reconheça e aceite a importância do conflito e ajude a criança a geri-lo e felicite as suas conquistas.

20º mês

Ao falar com o bebé transforme frases de uma palavra em frases de duas.

22º mês

Descreva as propriedades dos objetos e conte-lhe histórias infantis.

24º mês

Deixe-a vestir-se e despir-se sozinha, incentive-a a escolher a roupa, jogue à bola, cante e dance com ela.

36º mês

Respeitem a criança, não violem a sua privacidade. Peça-lhe para fazer escolhas no que vai vestir ou comer, brinque com ela ao faz de conta, estimule a sua independência e autoconfiança, jogue à macaca, vão ao parque, a criança dirá aos pais quando quer passar a dormir sem fralda.