Razões para fazer exercício

São muitos os benefícios do exercício físico durante a gravidez para a mãe e para o bebé. Fique a saber quais as mais-valias de exercitar o corpo no período pré-natal.
Ana Margarida Marques
Vários autores apresentam muitas razões para a grávida fazer exercício físico, como explica Rita Santos Rocha, Professora coordenadora da Escola Superior de Desporto de Rio Maior do Instituto Politécnico de Santarém.

A nível físico:

  • Melhoria da função cardiorrespiratória
  • Menor incidência de dificuldades respiratórias
  • Diminuição da pressão arterial
  • Maior resistência, força muscular e flexibilidade
  • Redução da probabilidade de aparecimento de problemas circulatórios
  • Adaptação a um estilo de vida saudável
  • Melhor controlo do peso e menor ganho de peso
  • Diminuição da incidência de diabetes gestacional
  • Redução da obstipação e melhoria da digestão
  • Melhoria do controlo postural, com diminuição de lombalgias
  • Aumento e melhoria das horas de sono
  • Melhoria das condições para o trabalho de parto, e tempo de duração
  • Diminuição da sensação de dor durante o trabalho de parto
  • Melhoria da recuperação pós-parto (força, flexibilidade, peso, barriga)

A nível psicológico e social:

  • Promoção da autoconfiança
  • Promoção do bem-estar
  • Diminuição da ansiedade e depressão
  • Apoio social
  • Desmistificar o parto e a gravidez, com aulas especializadas a partir do 7.º mês
  • Melhoria das condições para o trabalho de parto

Outras mais-valias

A atividade física também aumenta a densidade mineral óssea, prevenindo o envelhecimento do esqueleto e potenciando um estilo de vida saudável com repercussões a médio e a longo prazo. Tudo isso, avança Rita Santos Rocha, consegue-se através de um equilíbrio hormonal adequado, o consumo das proporções certas de cálcio e de minerais dentro de um regime alimentar correto, e a adaptação correta das cargas biomecânicas na atividade física, especialmente durante a gravidez.

Realizar exercício traz ainda vantagens na gestão de desconfortos durante a gravidez, o que permite à mãe desfrutar melhor dos nove meses com o bebé no ventre.